segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Eleanor & Park



Depois de ouvir tantos comentários em diversos canais estrangeiros sobre livros, fiquei curiosa para ler "Eleanor & Park", da escritora americana Rainbow Rowell. Não consigo me lembrar quando foi a última vez que eu li um livro para jovens adultos (young adult, YA) e de ter gostado tanto. A escrita de Rowell é muito gostosa e muito delicada, intercalando os pensamentos e sentimentos ora de Eleanor, ora de Park, dois adolescentes que estão enfrentando todos os dilemas típicos da adolescência: as dificuldades com os amigos na escola, os problemas familiares, sua autoafirmação e todas as delícias do primeiro amor.

Eleanor é uma ruiva gordinha que acaba de se mudar para a escola e logo no primeiro dia no ônibus começa a sofrer bullying da turma popular da escola. Park também não se dá muito bem com essa turma, mas consegue ficar mais afastado, e diante da cena de Eleanor constrangida em pleno ônibus, ouvindo todo tipo de gozação e sem ter um lugar para sentar, resolve ceder o lugar ao seu lado para ajudá-la, irritado por ela ter chamado a atenção do ônibus inteiro pelo jeito de se vestir. Com o passar dos dias, Park percebe que Eleanor está tentando ler também os quadrinhos que ele lê diariamente no trajeto casa-escola e silenciosamente começa a existir uma cumplicidade entre os dois, nessa leitura silenciosa de HQs. E depois disso passa a ser a música o que eles compartilham nesse trajeto, com Park gravando fitas cassetes (o livro se passa em 1986) para mostrar a Eleanor suas bandas favoritas. Através da leitura, da música e da identificação entre os dois, eles se apaixonam e temos o prazer de acompanhar cada descoberta desse amor tão inocente que ainda acredita que pode vencer o mundo.

Rowell aborda também temas mais sérios como a violência doméstica e o bullying na escola de uma forma sutil, mas que pode fazer os jovens repensarem essas questões com dois exemplos bonitos, que são Eleanor e Park. O livro também mostra a importância da família no crescimento dos jovens, como é o caso da família de Park, que o apóia mesmo nos momentos mais difíceis, através do diálogo, e da família de Eleanor, que tem diversos problemas, mostrando que é possível ser bom mesmo tendo passado por experiências de vida muito ruins. O livro é uma história de amor linda, escrita com muita delicadeza e que tem encantado corações ao redor do mundo. Uma leitura leve e despretensiosa para ler nas férias ou simplesmente quando o coração pedir uma história bonitinha e doce.

Rainbow Rowell. Eleanor & Park. London: Orion Books, 2012. 336 pages.

*Primeiro livro lido para a Maratona Literária 2.0 (13/01/2014)


6 comentários:

Patrícia Di Carlo disse...

Ahhh, eu queeero!!! rs Já tinha ficado com vontade vendo o vídeo da Luara e agora com seu texto, simplesmente necessito!!! rs

Xerinhos, lindeza!

Pipa disse...

Eu achei tão fofinho, Patty!! :)

Quero ler coisas fofinhas essa semana! rsrs

beijo!

Pipa

Tati disse...

Ahh Pipa, parece ser aqueles livros para relaxar e sorrir né?
Adorei seu texto, fiquei curiosa também!
Beijo!

Michelle disse...

Não precisa falar mais nada: me convenceu ao dizer "fitas cassete"...rs. Parece ser muito delicado. Foi para a lista!
bjo

Gabs disse...

Eu li "Fangirl" dessa autora semana passada e gostei bastante, é uma leitura bem leve e fofinha! Estou curiosa para ler esse agora :)

Pipa disse...

É fofinho mesmo! Leitura leve e divertida, pra sorrir um pouco :)

Já comprei o Fangirl para ler em seguida, mas tenho para mim que Eleanor e Park ainda serão os favoritos.

beijo,

Pipa